Infância

      Esquece-me já o tempo das rosas – rosas meninas, de toucado de um pérola rosado como as coisas pequeninas. Esquece-me. E fica-me só a doçura de um dia me ter lembrado.   © Nina Light CC-BY-NC-ND      

Os Olhos e as Mãos

    Pele de pano fino do mais puro linho ou de seda ou cetim, tecido de fios brandos desafios dos anos e do nébulo destino, casulo de linho engelhado desajustado da luz infinda que esconde ainda. Assim o cabelo que sempre foi seu desvelo e orgulho: é a coroa de glória de uma mulher, […]

por esses infindos fins daquelas tarde

    Anda no ar por esses infindos fins de tarde uma eternidade de tudo e nada – é como um estertor de aves em poiso súbito pelos beirais, ou os gritos alados da criançada: perde-se pelos baloiços de cordas de sisal e pelos ramos das árvores pelos muros e pelos cômoros desabitados e pelas […]