como contar o mar

 
 


nude 3 alabaster W330px

como contar o dia feito
de pedra e cinza
como calar a dor
contar o amor?

como pintar o corpo desnudo dela
na fina tela da imaginação?
como falar da mão solta
e do cabelo espraiado
pelo mar adormecido do lençol?

como bordar o acto e o momento
em palavras que teimosamente persistem
em ficar sempre tão aquém do sal
e do calor?

como gotejar o minuto
e a fractura do olhar?
como contar amar
e escrever amor?

quanto contar?
quanto escrever?
quanto dizer e quanto calar?
o que calar
e o que oferecer?

e é então que as palavras chegam
e brotam imensas e belas
da mão espartana do escritor –

como por magia
faz ele da cor da dor
pedaço de eterna melancolia,
e então fala:

fala de um falar de estrelas,
e fala das palavras e de mar e luar
e da mão breve e do olhar –

fala de tudo que a ele lhe fala
de amor, e da terna memória de amar.

 

© Nina Light CC-BY-NC-ND


imagem: aguarela de Peter Pichler, fotografada por Pippo Light
 
 
 

Advertisements
%d bloggers like this: